Post adiado é post perdido

poivre 300x300 Post adiado é post perdido

Quando cozinho ainda me acontecem coisas que não me acontecem quando não cozinho. Por mais sumida que andasse, dava sempre um jeito de fazer um chamego no Fogão.

Comprei um acessório de moer que se encaixa na batedeira e desembestei a fazer aquele ragú di carni que aprendi na Toscana, hambúrguer caseiro, inúmeras versões de quibe cru e cozido, rolos e bolinhos de peixe… Uma belezinha, peguei amor, nem ligo de ter de lavar o traste depois, não vivo mais sem.

Reencontrei a balança digital nos cafundós do armário, entre forminhas e formonas de bolo, anotei umas quantidades de ingredientes das receitas testadas pra poder compartilhar com vocês. A bateria acabou ontem, depois de três anos de serviços prestados (lembrar de levar as pilhas comigo para comprar novas).

Farofa de sêmola, já comeram? Derrete na boca , preciosa, tive essa fase e testei várias possibilidades: curry, garam masala, ervas, piment d’espelette, poivre long (na foto), pimenta caiena… em duas semanas acho que fiz uma com cada especiaria da despensa e todas funcionaram deliciosamente. Pelei a ponta da língua experimentando – faz tempo que o contador “Estamos há X dias sem acidentes” não sai do zero. Faz assim: derrete a manteiga em fogo baixo, junta a sêmola, tempera como der na gana, mexe-mexe-mexe-mexe, prova com cuidado e espera esfriar um pouco pra não pelar a língua.

Descobri que preciso de trilha sonora para fazer panquecas. E que uma reboladinha faz toda a diferença na hora de virá-las no ar sem a ajuda de espátulas, sucesso total!

quiabo 300x300 Post adiado é post perdido

Andei numas de espinafre refogado com pinholes ou amêndoas por cima. E arroz de jasmim. E namorado. E filhote (o peixe, que o bebê novo da família está na barriga da Babi, vou ser tia de mais um menino, acabei de saber, estou feliz da vida). Toda a sorte de tortillas, omeletes e ovos escalfados, en cocotte, fritos, mexidos, revirados, pochés. Sopas e caldos, ragú de mil cogumelos (reencontrei também um saquinho de morilles e um de porcini secos), farofa com a farinha de mandioca Marlete que trouxe do Sul (bem fininha), quiabos grelhados (na foto), leite de coco, doce de banana com baunilha de verdade.

Desprovida de um álibi decente para a ausência desde que chamei um rapaz para consertar as encrencas tecnológicas desse blog, só posso dizer que bobeei, deu preguiça, fui cuidar da vida, ver um filme, trabalhar vários fins de semana e fazer nada em plena quarta-feira, livrar-me do maldito futon, escolher sofá, cortar o cabelo, conversar com a mãe, fazer minhas aulas de ballet, sair por aí, ouvir música e cozinhar com o Babbo, passar mais tempo desconectada, olhar dentro do olho e coisas do tipo. E a lista de posts por escrever só aumentava, incluindo a novidade que deixei no ar com a foto do avental, mas essa não posso prometer por enquanto, pois pelas razões acima acabei deixando o assunto meio de lado.

Post adiado é post perdido, a coisa toda fica meio fragmentada e sem emoção, esfria apesar dos instantâneos que jogo entre fotos de pés e coisas aleatórias e cantos da minha casa no Instagram (como @dadivosa, apesar de tudo), nas atualizações do Facebook do Blog ou permeando as ultimamente raras conversas pelo Twitter (como @dadivosa também, que minha tentativa de separar perfis foi infrutífera). Mas o Fogão e eu engatamos nova paixão, o que sempre me anima a sacudir a preguiça, lembrar da senha, renovar meus votos e resgatar, ainda que com um salpicado de coisas não ditas, o hábito de escrever aqui.

* Tem um creme/flan de gengibre prestes a aparecer por aqui, receita de dia dos namorados que deixei passar. Esqueci de fotografar. Mas como agradou e há pedidos de bis, Fogão e eu lembraremos de registrar o momento.



5 comentários em “Post adiado é post perdido

  1. christiane santoro balbys

    Ah, adorei. Preciso chamar um moço aqui também pra ver o meu blog. Meu primeiro post depois de migrar pro WordPress é um justo mea culpa também. Agora não sei como usar aquelas ferramentas todas, danou-se. Vou dar jeito nisso e botar posts pra assar. Bjs, parabéns e sucesso. Aguardo o creme de gengibre, agora que sei que ele ajuda a acelerar o metabolismo, tenho usado até na pizza, rárárárárá.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>




Arquivos

Post aleatório

Vegetais na Banheira

Newsletter

Assine para receber no seu e-mail