Cozinha pra mim?

8078335485 2424cbdb9f Cozinha pra mim?

A depender do interlocutor, “Cozinha pra mim?” tem o efeito de um “Me beija!“. Um pedido assim é promessa de preguiça, samba e amor até mais tarde, ou o interlúdio que sucede algumas horas no computador para terminar um trabalho, responder os correios, buscar aquela música do fim do século passado, pagar as contas… e precede o dobro dessa quantidade de horas numa soneca de pernas enroscadas em tarde de canícula que não suporta mais do que uma salada.

Um “Cozinha pra mim?” pode ser “Vem dançar comigo” entre o meio da sala e a frente do fogão, falar sobre o dia enquanto o outro pica tudo miudinho, rir do choro involuntário e certeiro da cebola ardida, varrer os cacos daquele copo quebrado, buscar mais gelo, arriscar um samba com a colher de pau na mão, apresentar um tempero novo, abrir todas as janelas, ligar coifa e apelar para o ventilador quando o vinho jogado na assadeira do pato te faz desaparecer em nuvem de fumaça de ninja.

“Cozinha pra mim?” às vezes nem se diz com a boca, mas com o olho. É pedido de colo, neutralizador do dia ruim para um, libertador do aconchego recolhido para o outro, curativo de tantos males, aporrinhações e enfermidades agudas do espírito. Quase sempre funciona, quase nunca precisa-se verbalizar o motivo do apelo ou o resultado do calorzinho no estômago.

Tem dias em que “Cozinha pra mim?” é um “Estou com saudade…“, carinho de pai-mãe-filha-irmãos, desculpa pra tomar alguma coisa e conversar sobre a impermanência da vida e a perenidade de amor, perguntar do fulano, saber da beltrana, que bom que estão bem, apresentar uma piada nova que apareceu na internet, chorar de rir e irem todos empoleirar-se na cama de um.

Há também o “Cozinha pra mim?” proferido pela cozinheira e tomado com certo espanto e terror pelo interlocutor mal acostumado e avesso ao fogão. Mal sabe ele que tudo o que ela quer depois de tantas receitas testadas e servidas e fotografadas, tudo o que ela espera depois de tantas horas em pé de avental e faixa no cabelo, tudo que a faria feliz é um arroz com ovo que seja, um café passado na hora, até uma mesa posta para o empadão trazido da padaria tá valendo.

“Cozinha pra mim?” não carece de porobséquios e sivuplés. O veludo da voz dá conta da boa educação. Nem precisa motivo, para dizer a verdade. É feito aquele presente perfeito que se encontra por acaso e entrega-se assim, sem data imposta, só porque eu vi e lembrei de você, surpresa provocadora de friozinho no estômago, sorriso de criança, abraço pendurado no pescoço e beijo barulhento na bochecha. É assim, um prazer para quem serve e para quem é servido (servir o outro é tão bom, como o mundo precisa de pequenas e grandes gentilezas…). É, por fim, das coisas mais dadivosas que se pode pedir e conceder, é quase uma declaração… Cozinha pra mim?

Receita da Salada “Cozinha pra Mim?”

Ingredientes: (para dois)

  • 1 endíva cortada em tiras finas
  • 1 bulbo de erva-doce cortado em tiras finas
  • 2 xícaras (aproximadamente) de alface lisa rasgada com as mãos
  • 1/2 xícara de brotos de feijão
  • 2 xícaras de tomate-cereja cortado em quartos
  • 1/4 de xícara de pancetta ou bacon em fatias finas
  • 2 dentes de alho
  •  2 xícaras de pão italiano (ou português, ou outro semelhante) rasgado em bocados
  • 1/2 xícara de azeite de oliva para o molho, mais algumas colheres de sopa para o pão
  • 1/4 de xícara de vinagre de vinho branco ou de cava
  • 1/2 xícara de pimentão vermelho assado e sem pele picado
  • pimenta-do-reino moída na hora
  • sal a gosto
  •  lascas de parmesão ou grana padano

Como fazer:

  1. Coloque as folhas, brotos e tomates em uma saladeira grande.
  2. Frite a pancetta até dourar e ficar crocante, retire-a e reserve-a deixando a gordura na frigideira. Acrescente um fio de azeite e, em fogo baixo, doure o alho, retire-o com cuidado e reserve.
  3. Ainda à mesma frigideira, junte mais um fio de azeite, a pimenta, e doure ali o pão. Deixe de lado.
  4. Prepare o molho: misture o pimentão, o vinagre e o azeite, corrija o sal e moa um pouco mais de pimenta se gostar. Na hora de servir, junte a pancetta quebrada em pedaços e o alho frito, agora já frios, à saladeira. Despeje o molho e envolva tudo com cuidado. Por cima de tudo, salpique o pão e as lascas de queijo.


8 comentários em “Cozinha pra mim?

  1. Manu

    “Cozinha pra mim?” – às vezes é o que se gostaria de dizer para o ser amado. É uma frase cheia de sentimento, cheia de saudade. É um pedido de intimidade, de carinho, um “vamos ter mais cinco minutos”. É o que eu queria poder dizer hoje, sabe?

    Responder
  2. nina

    parece que compilou sentimentos soltos e em desordem do meu lar e colocou tudo como se deve na mais perfeita descrição.
    Esse post parece ter sido escrito pra mim, e teve gosto de “cozinha pra mim”.
    Obrigada!
    Bjs
    Nina

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>




Arquivos

Newsletter

Assine para receber no seu e-mail